sexta-feira, 5 de março de 2010

Aprender e mudar.

Certas coisas acontecem e a gente pensa: bom, isso me servirá de lição sobre o que não fazer, mas depois de um tempo, da fruta do conceito devidamente amadurecida, a gente depreende coisas do que aconteceu e aprende também o que fazer.

Desde a semana passada eu venho me deparando com situações que não estavam programadas, não o resultado pelo menos, e acabei me surpreendendo.

O que você pode aprender com  uma despedida de uma amiga, um telefonema irritante e uma opinião ideológica que discorde da sua? Eu aprendi que não falar o que você quer na hora certa pode te levar a falar o que não deve na hora errada.

E com um professor universitário que questiona a validade de sua própria formação uma vez que questiona o necessidade do seu objeto de estudo? Eu aprendi que questionar o que você faz não é demonstrar insegurança, pelo contrário, é ter certeza da solidez de seus alicerces.

E por fim, 'uma fechada' no trânsito fez com que eu aprendesse que coisas ruins podem acontecer mesmo quando você se preveniu para que tudo desse certo.

Todos esses acontecimentos me fizeram pensar e mudar, em alguns deles aprendi sobre o que não podia ser feito, mas em outros aprendi o que pode e deve ser feito. E mesmo naquele em que aprendi pelo 'que não fazer', hoje eu sei o que deveria ter feito na ocasião.

A gente erra, aprende, esquece e aprende de novo, o importante é não estagnar, estar em contínuo estado de mudança e é sobre isso que falo hoje lá no Céu.

Click  aqui  e mude pra lá!


7 comentários:

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

Concordo, estamos sempre aprendendo, mesmo não percebendo.

Abraços!

Nara disse...

Mudaaaaançaaaaaas!
Eu-quero! Me-dá!

Eu sei, só eu tenho que querer XD

Luna Sanchez disse...

Meu pai sempre diz que um dia em que ele não aprende e/ou não ensina nada, é um dia perdido.

Já estive lá, gostei muito do texto, Dai.

Beijos.

ℓυηα

O Profeta disse...

Imagino o canto maternal das baleias
Como doce e sentida balada
Imagino um beijo na procura
De uma fugidia criatura amada

Um domador de ventos e tempestades
Uma viagem de aventuras repleta
Serei eu um herói de comédia de enganos?
Ou apenas um pobre e louco poeta


Boa semana


Doce beijo

Hosana Lemos disse...

sempre que tenho dúvida de algo pergunto, sempre...melhor do que fazer alguam coisa errada depois.
e para aqueles que acham que questionar é idiotice, digo: idiotice é manter-se calado diante alguma dúvida!

muito lindo o blog

***MissUniversoPróprio*** disse...

A gente aprende, a cada dia, a viver. Tudo que vivenciamos é fundamental. Nem demais, nem de menos.

Obrigada pelo carinho lá no blog, flor. ;)

=*

Daniel Savio disse...

Mas é melhor manter esta postura de sempre aprender, senão tomar o próprio conhecimento como algum imutavel até para o tempo...

Fique com Deus, menina May.
Um abraço.