quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Ao aniversariante (post "pessoal")

É até irônico dizer que me faltam as palavras, não é? Sempre tão pronta a falar, dar opinião, rabiscar alguns versos. Mas agora faltam, sim. Falar de carinho sempre me dá medo, o receio de cair no clichê, da usar e abusar das frases feitas, medo de tocar, ao fundo, Reginaldo Rossi.

Queria, ao menos, te abraçar. O que as palavras perdem em burocracia os gestos ganham em eficiência. Esse dia é seu, e por ser seu é meu também, você sabe que me aposso de você. Mais um tempo e te trago pra minha casa baseada no uso capião. Que me impeçam! Tenho todos os pronomes possessivos ao meu lado!

Te parabenizo hoje, não porque é a data do seu nascimento, isso é só um pretexto. O seu aniversário é a tua foto na minha memória me lembrando que hoje é um bom dia para eu dizer o quanto você é único. Não só por aquilo que você é. Mas porque tudo o que você faz condiz com o que você é.

Isso é para poucos.

beijo de água gelada,

love

3 comentários:

Nara disse...

Vocês dois são uma graça *-*
Gosto dos 2, vou guardar numa caixa.

Ivan disse...

... filha da puta... e eu achando que já tinha me emocionado demais hoje...

Love, Boca.

Ivan.

Erica Ferro disse...

Own!
Lindo, lindo.

=*