segunda-feira, 3 de maio de 2010

Doce

Parou no batente da porta da cozinha, olhou seu próprio reflexo no espelho que ficava na copa (para dar maior profundidade, segundo a arquiteta), balançou os cabelos, desde ontem, na altura do ombro. Sorriu.

- Ai caramba...

- O que foi, doce?

Sentando no sofá novo, com as pernas apoiadas na mesinha de centro, editando uma imagem com (mas nem tanta) paciência, um homem. E é ele quem pergunta:

- O que foi, doce?

Ela voltou para a cozinha e começou a mexer no fogão.

- Deixei pingar água no chão, acho que esse piso branco...sei não, viu?

Ele só riu e continuou o que estava fazendo.

- Você não acha que comer isso de manhã faz mal, é muita gordura...

- Não faz, ontem eu não jantei e dormi tão pouco a noite...

Ela gritou de volta:

- EU POSSO VER O SORRISO DE ‘CANTO DE BOCA’ NA SUA CARA

Caíram na gargalhada.

Apareceu na porta com uma frigideira na mão.

- Você podia vir me ajudar, né? Ó (levantou a camiseta dele que estava usando), estou com aquela que você gosta (riu e saiu correndo de volta pra cozinha).

-Ah, sua danadinha.

Colocou o note de lado e saiu correndo pra cozinha. Pegou-lhe pela cintura, e trouxe de volta para a sala, ela ria desesperadamente.

(rindo) - Para, para... não consigo respirar

Caíram no tapete da sala, entre a mesa e o sofá.

- Você é linda

Ela ainda estava com o sorriso congelado no rosto, passou os dedos entre os cabelos dele. Beijaram-se. Ela puxou os cabelos dele para cima, na tentativa fracassada de fazer um moicano, ficou parecendo mais um Thundercats.

Riram.

Ele esticou o braço e pegou o controle do som que estava na mesinha, e ligou o som, estava tocando How to save a life.

Fizeram amor ali mesmo.

11 comentários:

Raquel de Carvalho disse...

Uauuuu!!!! Adoreiiii!!!!
Lindo isso né!!!
ehehehehe
Beijosss

Nara disse...

Ai Daai, eu vou tentar não chorar!

#tôsensível!

Que perfeição *-*
How to save a life *-*

Posso congelar um momento assim?

Beijo,
Nara

°•~ ∂ąnnι °•~ disse...

Dai, se essa sala falasse... ai,ai!(suspiros)

Bjs!

=)

Lucão disse...

:)
Que chamego bom.
Um cafuné, esse seu texto.
Um cafuné do bom.
:0

Luna Sanchez disse...

Eu só trocaria o "fizeram amor", que é coisa que não entendo direito.

No mais, está lindo, lindo! ^^

Beijo.

ℓυηα

Carolina disse...

é pra matar de inveja? rsrs

que delícia, hein?

beeeijos!

Karina disse...

Claro e simples assim! :)

Mariah disse...

adoro momentos de amor doméstico.
cuidado com os joelhos no tapete...

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha, e pelo jeito, bem gostoso...

Fique com Deus, menina Maya.
Um abraço.

Pensamentos Diretos disse...

Espetáculo a simplicidade e profundidade das suas palavras muito bom mesmo!!!! adorei! aliás, tudo né!!!

Pensamentos Diretos disse...

Brigada você!!! acabou de sair um versinho fresquinho lá!!!
bjim!