quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Simples assim


- Nãããão!!! (gargalhava)

- Tome essa – a almofada deu um rodopio no ar e acertou a cabeça da moça que gargalhava.

Tentando se esconder atrás do sofá, não sabia se ria, corria ou puxava a camiseta pra baixo, só de calcinha e camiseta, foi acometida por um pudor de repente.

 Quando ele percebeu o embaraço dela, começou a rir.

- Por que você está escondendo essa bundinha de mim?

- Não é inha!!!

Ele gargalhou.

- Como se eu já não tivesse visto muitas vezes.

- E daí? Nem por isso eu tenho que expor, ué. Já te vi várias vezes mas nem por isso você anda se balançando por aí. - Riu da comicidade da cena.

Mais que depressa ele tirou a bermuda e a cueca.

- Viu? Não tenho nenhum problema.

- Céus – pensou ela – não posso me esquecer nunca como homem é prático.

8 comentários:

Nara disse...

Um dia a gente chega lá e aprende a usar essa prática toda, né?

*-*


Saudade de você, Dai!

Frau Forster disse...

Leveza :) Adorei!

Elaine Gaissler disse...

E aí?! Ela se jogou nessa?! rsrs...

Má Midlej disse...

HAHAHAHAHAHAHAH
Que gracinha..
mas intimidade é uma booosta.

Dai disse...

Nara,

Também tô com saudade. Quando a faculdade der férias, tudo voltará ao normal.

=*

===

Frau,

Mas a leveza é insustentável, como já disse o escritor...rs

=*


===

Elaine,

Se não se jogou, deveria.

beijo!

===

Má Midlej,

Intimidade ajuda, mas mais atrapalha que ajuda...rs

beijo

gabriela marques. disse...

Prático e sem vergonha.
Adorei!

Atitude: substantivo feminino. disse...

E tem semvergonhisse melhor que essa!

Daniel Savio disse...

Hua, kkk, ha, ha,s vezes somos praticos demais...

Principalmente no que é relativo a dizer verdades que não deveriam ser ditas...

Fiquem com Deus, menina Maya.
Um abraço.